Música
7..Julho
DE DOMINGOS BOMTEMPO
REQUIEM
6ª Feira_21h30
SÉ CATEDRAL DE CASTELO BRANCO

Em 2017 celebra-se dois séculos do início da composição do Requiem de Bomtempo, uma das obras-primas da História da Música Portuguesa. Para este projecto, a MAAC reuniu um conjunto extraordinário de solistas e músicos especializados aos quais se associou o Coro Autêntico para a sua estreia moderna em Castelo Branco com instrumentos época. Bomtempo, cuja família é de origem italiana, estudou em Lisboa, e foi cantor na Capela do Paço da Rainha, vindo mais tarde a substituir o pai como oboísta na orquestra da Corte. A sua ida para Paris em 1801 corresponde ao início de uma assinalável carreira internacional na tripla vertente de pianista virtuose, compositor e pedagogo. Regressou a Portugal em definitivo só cerca de duas décadas mais tarde, tendo vivido de perto todas as incidências do Absolutismo reinstaurado por D. Miguel e, em seguida, a Guerra Civil. Com o triunfo liberal, foi-lhe confiada a direcção da Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa.

FLORES DE MVSICA – Orquestra & CORO AUTÊNTICO Joana Seara, soprano solo Carlos Mena / Francesca Ascioti, altos solos (em concertos alternados) Marco Alves Dos Santos, tenor solo Furio Zanasi, baixo solo Gonçalo Lourenço, direcção coro João Janeiro, direcção musical

Entrada Gratuita
Classificação:
M/06