Pluridisciplinar
23..Setembro
Hugo Correia e João Raposo
O Lendário Homem do Trigo
4ª Feira_21h30
Cine-Teatro Avenida



O Lendário Homem do Trigo é um projecto a solo do músico/compositor Hugo Correia.
Multi-instrumentista nascido em Trás os Montes, tem dividido a sua vida artística entre a carreira de músico de Orquestra, como Solista A do naipe de contrabaixos da Orquestra Filarmonia das Beiras desde o ano 2000 e a sua carreira como compositor e produtor onde se destacam os projectos Fadomorse, Só Vicente e O Lendário Homem do Trigo. Colabora regularmente desde 2007 com a companhia de Teatro de Aveiro Efémero e com o Teatro Universitário de Aveiro - Gretua, como compositor das bandas sonoras.

Passados 8 anos da estreia da sua primeira banda sonora para a peça “Zoo de Cristal “de Tennessee Williams levada a cena em 2007 pela Efémero, no ano de 2015, decidiu transpor alguma dessa música cénica para o palco em nome de O Lendário Homem do Trigo. A par da estreia da peça “Judite” de Bruno dos Reis, no ano de 2015 editou o primeiro disco “Ninho”. Estreou-se ao vivo em Lisboa no concurso “Verdes Anos - homenagem a Carlos Paredes “, alcançando o 1º Lugar com a versão do tema “Mudar de Vidas”. A primeira apresentação em formato concerto foi no Sofar Sounds na cidade do Porto em Dezembro de 2015. A reação do público tem sido positiva visto ser um projecto instrumental. Destacam-se alguns dos festivais por onde passou como o Um ao Molhe (2016), L burro i L Gueiteiro, No Noise (Sonoscopia), Jazz na Caixa (2017), BOOM Festival 2018, Farria (2019) e Aveiro é Nosso (2020).

Em Janeiro de 2018 iniciou um ciclo de concertos pedagógicos no Conservatório de Santa Comba
Dão. No seminário aos alunos abordou a exploração electro acústica da Guitarra Portuguesa Eléctrica e Acústica, Viola Braguesa, Piano, Violoncelo e Guitarra Elec.Variax. mostrando, em tempo real, o processo criativo e o uso de software e hardware que permitem essa mutação imbrica e uma criatividade sem limites.

Como “one man show” e multi-instrumentista, o conceito musical do concerto ao vivo, passará sempre pela improvisação sonora sem limites estéticos e pela recriação das suas bandas sonoras, com o apoio de uma Orquestra Sinfónica Virtual Programada e Looping em tempo real.

Como produtor discográfico, tem produzido discos principalmente das novas gerações da música
portuguesa transversal a todos os estilos e estéticas com um conceito pouco habitual da gravação ao “vivo” em estúdio. No Jazz produziu o primeiro disco a Solo do pianista e compositor Filipe Raposo, o disco do “primeiro Prémio Sasseti” do pianista e compositor Vasco Miranda e o disco “AXES” do saxofonista João Mortágua. Na Música Erudita o mais recente disco a solo “Sofomania” de Henrique Portovedo onde assina todas as obras gravadas, inclusive o seu concerto para Saxofone, EWI e Banda Sinfónica tocado em Estrasburgo na conferência mundial do Saxofone pela Banda Sinfónica Francesa dirigida pelo Maestro F.Boulanger. Na POP, o disco dos Hot Air Balloon nomeado para os Independent Music Awards 2016 em Nova York. Na World produziu os discos dos Gnomon e Alma Menor e na música “alternativa” o disco dos Abstaqkt Sir Q.

_

Entrada: €5,00

M/06