Teatro
30..Outubro
Paula Diogo / Má Criação - Festival Y
L-O-V-E
4ª Feira_21h30
Cine-Teatro Avenida

Em Fragmentos de um Discurso Amoroso, Roland Barthes isola oitenta figuras. Oitenta estruturas de linguagem que integram o discurso amoroso. Não se trata de palavras isoladas, mas rajadas abruptas de linguagem que assaltam o apaixonado. É o discurso amoroso em acção ou, nas palavras de Barthes, “é o apaixonado no trabalho”. L-O-V-E parte deste mapa-labirinto para arriscar uma configuração do discurso amoroso. Ou várias possíveis configurações que sucessivamente se destroem umas às outras. Tentativas e erros até à eventual destruição do discurso ou à latência no corpo. Ou ao silêncio. L-O-V-E tenta. Como Barthes, tenta fixar o esforçar do apaixonado na tentativa – inglória? – de fazer sentido. Ginástica discursiva.

Projeto: Paula Diogo
Co-criação: Alfredo Martins
Interpretação: Paula Diogo
Espaço cénico: Fernando Ribeiro
Desenho de luz: Daniel Worm
Música: Gui Garrido
Apoio à dramaturgia: Linda Dalisi
Operação Luz: Pedro Correia
Produção: Má-Criação
Apoio financeiro: Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do programa Gulbenkian de Língua e Culturas Portuguesas - Concurso de apoio à criação
Parceiros: ZDB / NEGÓCIO, O Espaço do Tempo, Alkantara

_

Entrada: €5,00

M/12